quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Do Referencial

O tempo é uma variável que existe para ordenar os eventos que vão ocorrendo. Da cronologia estrita nasce um infinito que dura desde um segundo até ao milhar de anos. O tempo passará sempre a ser um mero referencial. Na minha opinião a oportunidade pode ultrapassar o próprio tempo, pois é naquele dado momento que se decide uma determinada acção e não outra. A ocasião ocorre agora e não depois, como a velha máxima de que a mesma água não passa a ponte duas vezes. Tudo é um referencial. Busco então um referencial novo, muito acima do tempo e até da própria ocasião.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial