segunda-feira, 4 de julho de 2011

A Árvore e a Vida

As férias na cidade iniciaram-se com uma ida à sala de cinema mais próxima para visionar a mais recente película de Terrence Malick, A Árvore da Vida. E depois sair da sala cinema com aquele sabor agridoce de quem sabe que viu uma boa história, uma série de planos bem montados, e uma banda sonora bem servida, com ópera e tudo, mas cheia de pedaços saídos de um bom programa do canal National Geografic e um exagero dos planos a contra-luz e da duração da parte do deserto branco, que simboliza a reconciliação de um homem com o seu passado. Ainda bem que a vida é um pouco maior que um filme.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial