quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Vida Social

Com a chamada vida social reduzida aos almoços e jantares de família, à custa de um horário laboral contrário à maioria das pessoas, os amigos de toda uma vida sofrem a minha ausência. O tempo para o aparecimento em eventos e espaços de comunhão e partilha é cada vez menor. O ritmo das horas é cada vez mais lento e ponderado, estes tempos são tempos que exigem muito equilíbrio nas decisões e implicam cedências. Neste momento, a parte laboral e familiar ganha uma importância fulcral. As amizades são vividas em encontros esporádicos em miradouros no fim do primeiro dia da semana de trabalho, ou no exterior da avenida do local de trabalho, quando se regressa da pausa do café.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial