quinta-feira, 7 de julho de 2011

Gigantes e Vivos

A grandiosidade daquele palco no meio do recinto do enorme festival fez com que cada uma das bandas que por ali passou se agigantasse. As primeiras bandas receberam de sorrisos abertos as primeiras pessoas que por ali ficavam. Até com um concerto de real adolescência com direito à primeira enchente. A partir daí o palco manteve-se composto até à razia (que injustiça) provocada pela "grande" banda da noite e por isso só com a electrónica do fim da noite houve mais movimento. Os alternadores de discos confirmaram-no. Está provado que a canção portuguesa tem um espaço muito próprio e está bem viva.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial