terça-feira, 29 de abril de 2014

Parte de Nós

Aproxima-se a saída da auto-estrada em direcção à marginal. Desde a Segunda Circular que tocam os Cloud Nothings nas colunas do nosso carro. Depois da saída chegamos à curva em que aparece o sol reflectido no mar que ainda é rio. A catarse das guitarras e a frenética bateria das canções começam a produzir o seu efeito. Há segundas e terceiras vozes a serem cantadas ao meu lado. Há um sentimento de adolescência que volta por uns segundos ou então a chegada à idade mais adulta ainda está na puberdade. A canção que finaliza o disco, a mais orelhuda de todas, fica aqui documentada e acompanha esta descrição de mais uma viagem de carro junto ao rio que já é mar, em que imaginamos o palco e o concerto do fim do próximo mês. Cantamos juntos ao som dos acordes desta canção e naquele preciso momento já não fazemos parte de nós.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial