segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Contraponto

Tem sido com algum critério e alguma racionalidade que tenho regressado à assistência de concertos durante este ano. Já passou a época dos festivais, onde consegui ver muito do que me poderia interessar e agora nesta fase de agendamento de concertos a solo escolhi apenas alguns para assistir. As escolhas recaíram em Amen Dunes e Ty Segall. O primeiro concerto, de Amen Dunes, foi um concerto super doce e de canções melodiosas e tristes. O segundo concerto, de Ty Segall, foi um concerto mais carnal e de canções alegres e feitas por rifes. Um serviu como contraponto do outro. O critério, que se baseou naquilo que andei a escutar mais este ano, acabou num equilíbrio feliz entre a suave viola acústica e a crueza de uma guitarra eléctrica.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial