sábado, 3 de novembro de 2012

Percurso Matinal

Volto à entrada da descrição dos caminhos da nova rotina diária. Começo pelo percurso de ida, que é feito junto ao rio e aos contentores do porto de Lisboa para entrar na rede do metropolitano em Santa Apolónia e sair na estação dos Anjos. Concentro a minha atenção no momento em que estou no autocarro, quando subo a rampa no fim do vale de Santo António. É nesse momento que passa a ser possível olhar a imensidão do estuário do Tejo e observar o reflexo do sol nas águas do rio, formando um espelho de luz dourada. Também se vê a margem sul do Tejo, o Barreiro e o Seixal, e ao fundo a Serra da Arrábida. Esta é a vista do meu percurso matinal.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial