domingo, 7 de outubro de 2012

Como Antes

É a humidade que circunda a zona junto ao rio ao início da noite. Vejo o cruzeiro gigante que atracou ao início do dia e vi passar no rio e parte ainda antes do dia terminar. Dia para tratar da casa e da fotografia para a sala. Noite para ir buscar o teclado que entra em casa sem pedir licença, após quase um ano de ausência. Termina-se regressando ao centro da cidade ribeira e à humidade. Encontros e conversas com a gente da minha idade, que já não vislumbrava faz alguns anos, para finalmente terminar na rua da cintura do porto, via única para voltar à casa que nos abriga. E tudo volta a ser como antes.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial