sábado, 18 de agosto de 2012

Desbastamento

Continua tudo na mesma. O edifício do hotel domina a paisagem da povoação construída desde o barrocal até ao mar. O longo areal está cheio, de famílias e de veraneantes que aproveitam as calmas águas do sul. O tempo fica mais lento e os passos dados nas idas e voltas da praia também. As buganvílias continuam a emoldurar os alpendres das casas e as sardinhas continuam a ser grelhadas da forma mais apurada. Apenas o pinheiro foi podado e agora na parte da casa voltada para sul a sombra ficou menor ao meio dia solar. Tudo se mantém e apenas a natureza e o seu crescimento torna necessário o desbastamento.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial