segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Benfica de Eusébio

Nunca vi o Eusébio jogar e no entanto o Eusébio fez parte da minha vida, como da vida de todos os benfiquistas. Há uma razão para sermos todos do Benfica e essa razão é o Eusébio, o Eusébio e as conquistas das velhas glórias do Benfica nos anos sessenta. Quando eu nasci tive de decidir o meu clube e optei pelo maior clube e pelo mais popular, o Benfica. O Benfica de Eusébio. Depois de vinte cinco anos de sócio, desde o meu nascimento, decidi deixar de o ser, foi uma decisão visceral, contra o negócio futebol, contra a morte do desporto futebol, morte que a partida de Eusébio representa tão bem. Há uma época que se desvanece, hoje foi a enterrar Eusébio, o Pantera Negra.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial