sábado, 7 de novembro de 2015

Manhã de São Martinho

À procura de inspiração vou em busca da frase que li num programa que vi na manhã que passou. Não encontro a frase mas recordo o sentido. Algo sobre o amanhã que é mutante e diverso do hoje. Hoje é um dia presente, como as palavras que escrevo, e o amanhã é futuro que muda constantemente e está sempre condicionado e livre, escrito e por escrever, uma folha branca que vamos gatafunhando, apagando e por vezes rasgamos. Hoje de manhã com o céu limpo, o sol forte a acalorar a subida das escadas exteriores de segurança até ao último piso. Verifico os danos provocados pelo temporal e ventania de há alguns dias nas telhas do telhado do meu prédio. Faço a reportagem e envio a mensagem aos restantes condóminos a relatar o que vi e o que fiz. Esta foi a manhã que passou. Uma manhã de Novembro, solarenga, efeito do Verão de São Martinho deste ano. O primeiro Verão de São Martinho do nosso primeiro filho.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial