terça-feira, 29 de novembro de 2011

A alegria e o fim

A alegria na tristeza, no fim que indicia sempre um início de algo novo. O concerto no largo do miradouro da nossa cidade e a versão de uma canção que congela a noite até ser dia. A verdade que brota nas palavras das canções. A dança que os corpos dançam ao som do amor que é espalhado por três amigos na discoteca cheia de fumo. O fim é algo que se escreve quando se inicia algo novo. É assim na morte. A morte inicia uma outra vida. A manutenção da alegria e do sorriso, pois a verdade está nas palavras que cantamos e nos corpos que se movem em direcção à luz. Depois destes dias tudo mudou, depois de tudo mudar o fim estará cada vez mais perto e alegremo-nos com essa possibilidade.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial