quarta-feira, 25 de abril de 2012

Da Liberdade

A liberdade de poder sentir tudo e ouvir os pássaros a cantar. A chilrear, emitindo sons no mesmo tom em intervalos de tempo curtos. Anunciando novamente a estação das flores, onde o primeiro aniversário da cerimónia se cumpre. A liberdade conduziu-nos à nossa escolha. A responsabilidade orienta-nos nessa escolha. Como um pássaro que voa no céu, ao sabor do vento que sopra. Num bater de asas rumo ao destino que se cumpre diariamente, nascido numa manhã clara de sol primaveril. Ali somos livres, porque fomos capazes de escolher o nosso caminho.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial