sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Com Sono

Há dias em que não adormecemos logo que ficamos com sono. Hoje é um desses dias. Não escrevo para o demonstrar, apenas para preencher este espaço vazio que avança à minha frente. Visiono intervenções no parlamento da minha república porque estou preocupado, como todos estamos com aquilo que vai acontecendo. Analiso o momento político com a minha capacidade que é mínima e volto a pensar que tenho de tentar adormecer. A importância do dia de amanhã é maior que os dias de amanhã. Lutarei por aquilo que acredito: pelo futuro risonho que encontro todos os dias quando rodo a chave da porta de minha casa. É essa casa, esses sorrisos, essas vidas que tenho de proteger, salvar e guardar. Se isto parece um exagero é pouco. Salvarei a minha noite por isso, guardarei este texto sempre que não consiga adormecer logo que tenho sono.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial