terça-feira, 22 de agosto de 2017

Água Salgada

Uma das maiores compensações de passar o período de férias no mesmo local é a construção e acumulação de memórias. A mesma água salgada dos banhos de água morna dos primeiros tempos de casamento é a mesma água em que o nosso primeiro filho deu os primeiros passos com a ajuda dos pais e é também a mesma água dos saltos para as piscinas que agora construímos no meio da areia. O mar é local de memória, de passagem e de testemunho. A restante vila continua praticamente igual desde o primeiro ano que vim para cá, o mesmo turismo, democrático e ecléctico, de multidões que acabam invariavelmente em frente ao mar. Há quem pernoite nas rulotes ou nos hotéis, nos apartamentos ou nas moradias, para no dia a seguir caminhar religiosamente pelo mesmo trilho até chegar ao mar, à praia, à água salgada que irá banhar todos esses corpos. Este será o sétimo ano consecutivo em que passo as férias em família neste mesmo local criando memórias de água salgada.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial