sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Da Obediência

A obediência advém quase sempre da autoridade. Devo chegar à conclusão que a minha autoridade é praticamente nula perante o meu primogénito por vezes. Chega a ser quase desesperante tentar dominar uma criança de dois anos com sono no meio de um espectáculo de golfinhos. Estamos no domínio do surreal e as músicas ainda só agora começaram. Os golfinhos saltam por cima da corda, a máquina fotográfica cai ao chão, a dança é uma estranha forma de espernear. São imagens que ficam perante a falta de obediência ou falta de autoridade. Passados alguns minutos adormece-se no carrinho de passeio e os leões, elefantes e macacos ficam para outra visita. A felicidade é também composta por esta impossível equação de equilíbrio entre a liberdade, a autoridade, a vontade própria e a obediência.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial