quinta-feira, 14 de abril de 2016

Demasiado Tarde

É óbvio que a vida muda. A mudança faz parte da vida e a própria vida é composta de mudança. É nesta verdade que vivo estes dias, como vivi outros dias em que havia tempo para quase tudo o que queríamos fazer. Agora há momentos de paragem no meio de uma tempestade granizada dentro do autocarro quase vazio. Durante o resto do tempo pensamos no trabalho que nos dão, no apoio que prestamos, nas respostas que nos pedem. Depois paramos em andamento e a chuva forte cria riachos no alcatrão e o verde do semáforo acende. Ainda há tempo, não é demasiado tarde?

1 Comentários:

Blogger FAR disse...

Pedro, na vida não há demasiado tarde nem demasiado cedo, tudo acontece no momento certo; as opções que tomamos são as que queremos tomar,porque a cada momento se nos pede que gastemos o nosso tempo com isto ou aquilo; essa é a nossa responsabilidade, escolher! Cada escolha tem consequências,para nós e para os outros; e de novo, esses factos novos são acontecimentos que acontecem,no momento certo.
Se te posso dar um conselho, de Pai, é que te foques no fazer, no estar, e não no discutir. Aprende da relação com o teu filho! O foco é ele, o outro.

15 de abril de 2016 às 07:56  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial