terça-feira, 7 de junho de 2016

Ao Norte

Já há algumas entradas terei escrito que este ano será o ano em que tenho acompanhado menos os lançamentos de álbuns e canções de artistas internacionais e nacionais. Para combater esta inércia, que se mistura com falta de tempo e falta de predisposição mental, decidimos por altura do Natal adquirir o único bilhete para um festival de Verão desta época que agora se aproxima. Por tradição e fidelidade a escolha recaiu no festival Primavera do Porto, até porque Barcelona exigiria outro tipo de logística, incomportável para o actual momento familiar. Apesar de muitos reveses, alguns deles bons, por haver outros eventos coincidentes, ainda será possível assistir a dois dias de concertos e um deles acompanhado. Dos festivais comerciais que nos são oferecidos este será quase sempre o mais independente ou alternativo, se é que isso ainda existe. De todo o cartaz há dois nomes que destaco por razões afectivas, Brian Wilson e os Animal Collective, por esta ordem, porque o primeiro é mais antigo e os segundos os mais novos. Duas razões mais que suficientes para mais uma deslocação ao Norte.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial