sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Tela em Branco

Uma tela em branco, uma nova oportunidade de recomeço, uma temporada que se inicia e o Inverno que não chega. Há um tempo para semear e outro tempo para colher. Tudo isto faz parte e tudo se encaminha para o final, esse chega sempre. São os dias de Outubro, de dias que encolhem à medida que vão passando, horas que mudam no fim de mais um período mensal, ainda sem as conclusões que são necessárias para começar de novo a escrever ou a cantar. São decisões que foram tomadas mas que ainda não foram implementadas, por falta de oportunidade ou de coragem. São estas as telas em branco em que coloco os meus pensamentos, as minhas vocações e as minhas vontades. O tempo interior continua o seu processo, em liberdade, em consciência, sem a perturbação de outros tempos, sem a confusão de outras idades. Seja ele qual for o destino final, que vai chegar sempre.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial